Assetj e demais entidades pressionam presidente do Tribunal de Justiça
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
30/1/2013 - Assetj / Por Raquel Munhoz
 
FOTO JANAÍNA MARQUESINI
José Gozze e Julio Bonafonte representaram a Assetj na primeira reunião com o presidente do TJSP

O presidente do TJSP, José Renato Nalini, recebeu na tarde desta sexta-feira (31) entidades do Judiciário. A reunião iniciou em clima amistoso, mas sem um final muito favorável aos servidores. Logo no início, o presidente da Assetj, José Gozze, transmitiu a Nalini a insatisfação e o nervosismo dos servidores devido ao não cumprimeiro da Lei 1217/2013, que determina as diretrizes do Plano de Cargos e Carreiras do Tribunal. Gozze ressaltou a questão dos agentes e também a falta de pagamento do adicional de qualificação.

Nalini sinalizou que sua gestão será aberta às negociações, mas ponderou que o impacto que os pagamentos trariam ao orçamento do Tribunal não permitiria a resolução imediata do problema.

Para reforçar o seu ponto de vista, o presidente do Tribunal argumentou que para cumprir a Lei e resolver a questão dos agentes, seria necessário um valor estimado em 6 milhões não previsto no orçamento. Cerca de 3800 funcionários aguardam o pagamento da gratificação pelo desempenho de atividades cartorárias (desvio de função). 

Entidades defenderam que não vão abrir mão do cumprimento da legislação. Foram lembrados ainda assuntos como a dívida histórica do TJSP de perdas acumuladas e do aumento do auxílio saúde para 250 reais, previsto na gestão anterior.

Com a palavra, o presidente do Conselho Deliberativo da Assetj, Julio Bonafonte, atribuiu o problema à falta da independência do Poder Judiciário e ressaltou a necessidade de exigir do Executivo uma posição: "o recurso não é investido no Judiciário. Temos que ter um orçamento compatível com os 20 milhões de processos", afirmou.

Ao final, José Gozze solicitou ao presidente um prazo para resolver a questão dos agentes. Nalini disse que vai estudar e dará um retorno rapidamente. 

Após a reunião, entidades marcaram uma Assembleia Geral para aprovar a Pauta da Campanha Salarial de 2014 para dia 21 de março, às 13h na Praça João Mendes. Para tratar dos assuntos prioritários, as entidades prepararam uma pauta que será encaminhada com urgência ao TJSP com os seguintes itens:

1 - Cumprimento total da lei 1217/2013 (Plano de Cargos e Carreira) que atende o pagamento dos agentes e do adicional de qualificação;

2- Pagamento das perdas acumuladas contabilizadas em aproximadamente 15%;

3- Retroação do aumento de 4,77% a partir de 1/03/2010;

4- Continuidade no pagamento de férias e licença prêmio indenizadas;

5- Aumento do auxilio saúde de 100 para 250 reais;

6- Pressão para aprovação dos PLCs 56 e 6;

7- Pagamento do adicional de insalubridade.

 
 
 
2/8/2019 - Pública Central do Servidor
Sessão Solene em homenagem aos 4 anos da Pública---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica