Gratificação será paga a todos os agentes do Tribunal
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
28/5/2014 - Assetj / Por Janaína Marquesini
 
FOTO JANAÍNA MARQUESINI
Entidades do Judiciário defendem Gratificação a todos os agentes no Tribunal Pleno

Na sessão do Pleno desta tarde (29), em que se inaugura a participação da Assetj, foi aprovada em unanimidade a resolução que estende a Gratificação pelo Desempenho de Atividades Cartorárias a todos os agentes, independentemente das funções ou locais que estiverem lotados.

A desigualdade nas remunerações dos agentes foram geradas com a aprovação da Lei 1.217/2013 que determinou as diretrizes do Plano de Cargos e Carreiras, deixando de fora cargos de agentes que desempenharam ou não funções cartorárias e ficaram sem a gratificação. A resolução foi encaminhada ao Tribunal Pleno de hoje, devida sugestão do presidente da Assetj José Gozze em realizar o pagamento via gratificação.

A decisão favorável aos servidores só foi possível depois de inúmeras manifestações e reuniões com as entidades e as juízas Maria Fernanda de Toledo Rodovalho, Maria de Fátima Pereira da Costa e Silva e a secretária de planejamento do RH, Lilian Salvador de Paula.

Na sessão do Pleno, os presidentes José Gozze e Carlos Alemão (Assojuris) fizeram uso da palavra defendendo a aprovação do pleito dos servidores. Durante a fala, José Gozze reafirmou que a resolução vai corrigir a injustiça cometida há anos àqueles que estavam em desvio de função, além de apontar avanços na Justiça Estadual. “Essa medida é início de uma unificação aos cargos a exemplo do que acontece no federal”, explicou.

O presidente do TJ-SP, José Renato Nalini, também interviu junto aos desembargadores argumentando que a decisão discutida e analisada inclusive junto ao Tribunal de Contas do Estado “foi a forma que encontramos de acertar uma lei que gerou uma enorme expectativa e não contemplou todos os agentes”.

Também assistiram à sessão um grupo de agentes que comemoraram a conquista: “valeu muito a pena lutar”, disse Edenia Maria Vidal, representante dos agentes do ABC que está acompanhando a luta junto à Assetj desde o início.

A resolução considera todos os setores do Poder Judiciário sendo de atividade judicial, o que permite a gratificação a todos os agentes, independentemente do seu local de trabalho e função, por estarem lotados em setores de atividade judicial. 

Ainda não está definido o pagamento dos valores retroativos. A Assetj vai aguardar a redação do Projeto aprovado e continuar com as reuniões para definir os pagamentos.

 
 
 
19/7/2019 - Centrais Unificadas
Os próximos passos da luta em 2019---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2/8/2019 - Pública Central do Servidor
Sessão Solene em homenagem aos 4 anos da Pública---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica