Portadores de doenças graves, isenção de imposto de renda e parcial contribuição previdenciária
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
1/7/2014 - Assetj / Por Julio Bonafonte
 

De acordo com a Lei 11.052 – D.O.U. de 31/12/2004, ficam isentos do imposto de renda os portadores de doenças graves.

Com relação à isenção parcial da contribuição previdenciária (a meu ver tem que ser total), de acordo com o artigo 40 §21 da Constituição Federal, somente poderá ser cobrado sobre o valor que supere o dobro do limite do R.G.P.S., ou seja, (atualmente R$4.390,24 X 2 = R$8.780,48).

Ocorre que a SPPrev está exigindo laudo pericial para as duas isenções.

Quando do pedido inicial na própria SPPrev, sem que tenha ocorrido nenhuma isenção anterior, nada a objetar, tendo em vista que o próprio comunicado da Autarquia, afirma que um único laudo serve para as duas isenções.

Porém, se o servidor já fez uma perícia médica no Departamento do Estado e possui um laudo que comprova a doença grave, teve deferimento publicado no Diário Oficial e respectiva isenção do imposto de renda no hollerith, não é razoável, nem cabível outro novo laudo na SPPrev somente para a isenção parcial da contribuição previdenciária, devendo servir a meu ver o laudo já existente que é oficial, pois se tiver diversas isenções, não são passíveis inúmeros laudos um para cada.

Poderia se argumentar em defesa da Administração, que após anos, é necessário novo laudo para confirmar se o servidor continua sendo portador da doença grave, ou se está totalmente curado (gostaríamos que fosse a grande maioria, mas infelizmente é a minoria), o que eliminaria as isenções.

Na hipótese supracitada, é razoável e de bom senso, para não penalizar quem está gravemente enfermo, que a convocação para um novo exame que serviria para as duas isenções seja efetuada com periodicidade longa, e não a cada ano.

 Neste sentido, estamos reivindicando junto à SPPrev.

 

Julio Bonafonte, presidente do Conselho Deliberativo da Assetj

 
 
 
5/1/2020 - Pública Central do Servidor
Às custas do funcionalismo---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
22/1/2020 - Assetj
TJSP marca primeira reunião com entidades representativas---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
17/1/2020 - Frente Paulista em Defesa do Serviço Público
Frente Paulista em Defesa do Serviço Público debate estratégias de atuação na ALESP para a reforma da previdência estadual

Frente Paulista em Defesa do Serviço Público debate estratégias de atuação na ALESP para a reforma da previdência estadual

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1/1/2020 - Comunicação Social TJSP
Posse administrativa do CSM e da EPM será no dia 7---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
24/1/2020 - Frente Paulista em Defesa do Serviço Público
Frente Paulista em Defesa do Serviço Público realiza nova reunião de trabalho---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
21/1/2020 - CNSP
Reforma administrativa: o começo do fim do serviço público---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
22/1/2020 - Professora Bebel/ Apeoesp e Deputada Estadual
APEOESP conquista liminar para suspensão da PEC 18---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica
 
 3 Fevereiro
Ato contra a Reforma da Previdência
----------------------------------------------
 6 Fevereiro
Almoço dos Aposentados
----------------------------------------------
 15 Fevereiro
Encontro do Judiciário
----------------------------------------------
 21 Fevereiro
Reunião TJSP e entidades representativas
----------------------------------------------
 12 Março
Jogos do Judiciário - 30ª Edição
----------------------------------------------
 20 Março
Excursão para Capitólio - Minas Gerais
----------------------------------------------
 17 Abril
Excursão para Arraial do Cabo
----------------------------------------------