Nalini marca reunião com Entidades do Judiciário para o próximo dia 16
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
1/7/2014 - Assetj / Por Sylvio Micelli
 
FOTO DIVULGAÇÃO

O conjunto de entidades representativas de servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo reuniu-se hoje (1) pela manhã, em São Paulo, com o intuito de pressionar o presidente do TJ/SP, desembargador José Renato Nalini, a marcar uma reunião com as entidades e dar continuidade ao processo de negociação que está parado.

Após uma análise da campanha até aqui, os representantes dirigiram-se ao Palácio da Justiça, sede do Judiciário paulista, para cobrar o agendamento de uma reunião com a presidência, tendo em vista que o último encontro aconteceu em 18 de março, há mais de três meses portanto, e o interlocutor do TJ/SP com as entidades, desembargador Antonio Carlos Malheiros, está afastado por motivos de saúde.

Agora há pouco, foi confirmada que a reunião está marcada para o próximo dia 16 de julho, quarta, às 14 horas, no Palácio da Justiça No mesmo dia, às 10 horas, as entidades se reúnem previamente na sede central da Assetj (Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo).

Segundo José Gozze, presidente da Assetj, as pendências são inúmeras e o mínimo que se espera é que o Tribunal faça um cronograma para discutí-las. "Tirando a data-base, que nada mais é que cumprir a Constituição Federal e o recém aumento do Auxílio-Saúde, que foi muito aquém de nossas expectativas, nada mais tivemos em seis meses com esta gestão", pondera.

Gozze aponta que as perdas vão se acumulando, gerando ainda mais insatisfação na categoria. "O TJ-SP ainda não cumpriu a lei que determinou o pagamento do Adicional de Qualificação, temos as questões da transformação dos Agentes em Escreventes, o nível superior dos Oficiais de Justiça, os atrasados de gestões passadas. São muitas coisas, que entendemos ser de fácil solução, basta querer", analisa.

Além desses itens apontados por José Gozze, há ainda uma extensa pauta de reivindicações aprovada pela categoria em Assembleia Geral, no último mês de março.

 
 
 
26/6/2019 - Assetj
Audiência Pública discute Reforma da Previdência

A luta é para que essa Reforma não seja votada.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
28/6/2019 - Pública Central do Servidor
Centrais definem data de mobilização nacional---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
19/7/2019 - Centrais Unificadas
Os próximos passos da luta em 2019---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica