65% dos idosos atendidos no HSPE possuem Doença Renal Crônica
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
3/9/2014 - Iamspe / Por Assetj
 

Um estudo realizado pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) indica que 65% dos idosos atendidos no Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE) possuem Doença Renal Crônica (DRC), perda progressiva e irreversível das funções renais. 

Quando não diagnosticada e tratada, leva à paralisação dos rins, órgãos responsáveis pela filtragem de substâncias no organismo, fundamental para o controle da pressão arterial. 

De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 10% da população adulta tem algum grau de perda de função renal. Esse percentual pode chegar a 30% ou 50% nos idosos.

“É evidente que o risco do aparecimento aumenta substancialmente com o envelhecimento”, afirma o nefrologista Daniel Rinaldi. 

Anualmente, a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) realiza uma campanha cujo objetivo é a prevenção. Em 2014, o tema do Dia Mundial do Rim, celebrado em 13 de março, foi “1 em 10. O Rim envelhece, assim como nós”.

A ideia central das ações é de conscientização dos idosos. “Há fatores de risco como hipertensão arterial, diabetes mellitus, obesidade, tabagismo e histórico familiar de doença renal. É necessário estar sempre atento”, destaca o especialista. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), considerando a população brasileira maior de 18 anos, mais de 20% têm hipertensão arterial, 8% têm diabetes, 18% são fumantes e 50% apresentam excesso de peso, fatos que influenciam na prevalência da doença. 

A incidência de mortalidade de pacientes com DRC é por doença cardiovascular. 

“Um jovem de 30 anos que esteja em diálise, processo físio-químico pelo qual duas soluções são separadas por uma membrana semipermeável, tem a mesma chance de morrer por complicações cardíacas que um idoso de 80 anos com a função renal esperada para a sua idade”, finaliza o especialista.

 

 
 
 
19/7/2019 - Centrais Unificadas
Os próximos passos da luta em 2019---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2/8/2019 - Pública Central do Servidor
Sessão Solene em homenagem aos 4 anos da Pública---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica