CCM Iamspe questiona projeto de Autarquia Especial
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
16/7/2015 - Assetj / Por Sylvio Micelli
 
FOTO FERNANDA BITTENCOURT
Também foram discutidos assuntos como a reforma do Hospital do servidor e questões dos funcionários do Iamspe

Aconteceu na manhã dessa quarta (15), uma reunião na administração do Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual), que contou com a presença da Comissão Consultiva Mista e de outras representações do Instituto. O Iamspe esteve representado pelo seu superintendente, Latif Abrão Júnior e por Maria das Graças Bigal, diretora de administração, além de outros funcionários da instituição.

A CCM Iamspe esteve representada pelo seu presidente estadual, jornalista Sylvio Micelli (Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - ASSETJ) e pelo 1º vice-presidente, professor José Luiz Moreno Prado Leite (Sindicato Apeoesp).

O primeiro item de pauta foi a leitura de ata de reunião anterior para discutir os efeitos da Portaria 8, que regulamentou os plantões dos funcionários do Iamspe, além de outras medidas. Foi informado que o plantão fracionado - pleito das entidades da Casa - foi implantado de acordo com as necessidades e discutiu-se, também, sobre a questão do horário de almoço.

Uma outra discussão importante para os funcionários do Iamspe e que já conta com a concordância da administração é a equiparação do valor da GDAMSPE (Gratificação pelo Desempenho e Apoio  Assistência Médica ao Servidor Público Estadual), paga aos funcionários do Iamspe, ao valor do premio de incentivo (PI) pago aos trabalhadores(as) da administração direta na Saúde. Segundo o Superintendente, o impacto na folha de pagamento será de R$ 11 milhões, mas que será providenciado para breve.

Projeto de Autarquia Especial

O presidente da CCM Iamspe, Sylvio Micelli, informou que vem sendo questionado por diversas representações do funcionalismo, sobre a proposta de Autarquia Especial que foi apresentada pela administração no final de 2013 e após intensas discussões, além de várias sugestões apresentadas por associações e sindicatos, as negociações pararam desde março do ano passado.

Micelli afirmou que as discussões da Portaria 8 são importantes, mas que aquele grupo "qualificado", segundo ele, poderia retormar as discussões sobre a autarquia como um todo.

O superintendente informou que pretende reavaliar o projeto, mas afirmou que houve "muita manifestação", inclusive de ordem política, que acabou por arrefecer as discussões. Segundo ele, a proposta de autarquia especial está "parada" na secretaria da Casa Civil no Palácio dos Bandeirantes (sede do governo de São Paulo).

Outras questões discutidas versam sobre a reforma do HSPE (Hospital do Servidor Público Estadual - Francisco Morato de Oliveira) e problemas relatados de atendimento no Pronto Socorro.

Sobre a reforma, Abrão afirmou que 79% está completa e que busca recursos para complementá-la, tendo em vista que este ano, os recursos orçamentários estão escassos. No que tange ao PS, o superintende alegou que os diretores envolvidos tem se reunido para equacionar a questão de espaço com a elevada demanda, buscando criar um fluxo para ampliar o atendimento ao usuário.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica