TJSP adota medidas de redução de consumo de água e diminui valor de contas
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
13/8/2015 - Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo / Por Comunicação Social TJSP
 
FOTO DIVULGAÇÃO

Em tempos de grave crise de abastecimento, o poder público lançou campanhas para evitar o desperdício de água e incentivar o consumo racional desse recurso natural. A empresa responsável pelo tratamento e distribuição de água no estado de São Paulo, por exemplo, ofereceu à população um percentual de desconto sobre o valor da conta àqueles que conseguissem reduzir o consumo em pelo menos 20% da média mensal. Com o nível dos reservatórios caindo constantemente, é imperativa a mudança de hábitos da população, a fim de que a escassez não se agrave. 

O Tribunal de Justiça de São Paulo, maior Corte do País, conta com mais de 45 mil servidores e tem feito sua parte para minimizar os danos causados pelo desperdício de água. Campanhas de conscientização foram disseminadas e diversas medidas adotadas pelas Administrações Prediais para reduzir o consumo. No último mês de maio, a Presidência lançou o projeto TJ + Sustentável, programa desenvolvido pelo Poder Judiciário do Rio Grande do Norte e implantado no TJSP por meio de convênio entre as duas Cortes, que promove uma competição saudável entre 12 prédios do Judiciário para estimular o consumo consciente de recursos naturais e de bens públicos entre servidores e magistrados.

Como resultado dessas iniciativas, o TJSP tem reduzido consideravelmente o consumo de alguns prédios localizados na Capital, o que representa economia não só de água, mas de dinheiro público, uma vez que, atingidas as metas estabelecidas, a contas sofrem redução no seu valor. Nos últimos dois meses contabilizados (referentes às contas de consumo de julho e agosto), 44 de 54 imóveis do Judiciário localizados na Capital reduziram em mais de 20% o consumo médio mensal e obtiveram o bônus oferecido pela Sabesp. Nas contas de

julho, por exemplo, o consumo dessas unidades foi reduzido em 9.920 metros cúbicos, o que implicou diminuição de R$93.864,98 na quantia a ser paga. Já em agosto, a economia foi de 9.132 metros cúbicos, com redução de R$ 83.870,55 no

valor total das contas do mês. “Gostaríamos que cada um oferecesse sua colaboração para que a sustentabilidade não seja apenas uma palavra, um discurso retórico, mas uma opção consciente. Temos que reforçar na consciência das pessoas sensíveis a responsabilidade que cada um tem em relação à tutela da natureza. Nós estamos sendo inquilinos muito promíscuos, muito descuidados, muito irresponsáveis em relação a um patrimônio natural, que nós não construímos, mas que sabemos destruir com muita facilidade", afirmou o presidente do TJSP, desembargador José Renato Nalini. 

A expectativa do presidente é que servidores e magistrados do Judiciário adotem essas mudanças no dia a dia para minimizar os danos causados ao Planeta ao longo dos anos. “A crise hídrica é o resultado dos nossos malfeitos e da nossa falta de cuidado. Precisamos despertar a consciência apurada, para que saibamos economizar, gastar melhor e, se possível, recuperar aquilo que nós desgastamos e destruímos. O Tribunal de Justiça de São Paulo, por ser o maior tribunal do País, tem uma grande responsabilidade. Cada um de nós pode fazer alguma coisa para economizar água e para alertar a população que quem está correndo risco é a espécie humana, não é o Planeta. Nós, da família forense, temos que afagar a Terra, afinal, precisamos de ar e água limpa para continuar a viver", concluiu Nalini. 

O TJSP continua implementando medidas para aumentar a economia de água em todos os prédios do Estado. O projeto TJ + Sustentável segue até dezembro, quando será divulgado o fórum vencedor do game virtual, que receberá o ‘Selo Verde’ e a doação de cinco bicicletas (por entidade parceira), que serão sorteadas entre os servidores ar e água limpa para continuar a viver”, concluiu Nalini.

 
 
 
26/6/2019 - Assetj
Audiência Pública discute Reforma da Previdência

A luta é para que essa Reforma não seja votada.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
28/6/2019 - Pública Central do Servidor
Centrais definem data de mobilização nacional---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica