Ação contra transformação dos agentes é jugada improcedente
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
31/8/2016 - Assetj / Por Janaina Marquesini
 
FOTO DIVULGAÇÃO

Foi julgado hoje (31), na sessão do Órgão Especial no Palácio da Justiça, uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), apresentada pelo Procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Gianpaolo Poggio Smaniocontra o governador do Estado, Geraldo Alckmin. O processo questionava a transformação dos cargos de agentes em escreventes.

A Assetj e demais associações se colocaram contrárias aos questionamentos da procuradoria e como o assunto já havia surgido na reunião com assessoria da presidência do TJSP que aconteceu na última quinta-feira, 25 de agosto, as entidades se organizaram para marcar presença na sessão do Órgão Especial.

A decisão, porém, foi julgada improcedente com unanimidade dos votos dos desembargadores do Tribunal Pleno. O processo teve como relator o desembargador Tristão Ribeiro.

De acordo com o presidente da Assetj José Gozze, este é um assunto que já foi definido e seria injusto uma decisão contrária. “O Tribunal desviou os serviços dos agentes para funções de escreventes  durante anos e estes funcionários trabalharam sem nenhum reconhecimento. Agora que se fez uma equiparação justa não podemos permitir retrocessos” afirmou Gozze.

Com a decisão do Órgão Especial, fica mantida a regra de transformação. A medida foi resultado de uma grande luta para corrigir a injustiça cometida há anos contra os Agentes que trabalharam em desvio de função. Está prevista na Portaria nº 9129/2015 que regulamenta a transformação dos cargos de Agente Administrativo Judiciário do Tribunal de Justiça de São Paulo, nos termos do artigo 48, inciso X, da Constituição Federal e do artigo 19, III, da Constituição do Estado de São Paulo, transformando todos em cargos de Escrevente Técnico do Judiciário. A Portaria está vinculada à sanção da Lei Complementar nº 1260/2015.

 
 
 
26/6/2019 - Assetj
Audiência Pública discute Reforma da Previdência

A luta é para que essa Reforma não seja votada.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
28/6/2019 - Pública Central do Servidor
Centrais definem data de mobilização nacional---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
19/7/2019 - Centrais Unificadas
Os próximos passos da luta em 2019---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica