José Gozze contesta presidente do TJ-SP sobre atendimento a demandas
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
24/5/2018 - Assetj / Por Assetj
 

O presidente da Assetj, José Gozze, participou nesta quinta-feira (24), de reunião com o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), Desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, para discutir reivindicações dos servidores como reajuste e recuperação de perdas salariais, auxílio-saúde, horas credoras, reformulação dos cargos no Cejusc, contadores também para comarcas do interior, remuneração correta para plantões, a questão dos distribuidores e convênio com o Sesc para aposentados, entre outros.

Participaram da reunião os Assessores da Presidência do TJ-SP Ana Rita de Figueiredo Nery, Renato Hasegawa Lousano, Ricardo Dal Pizzol, Tatiana Magosso, Silvana Malandrino Mollo, Airton Pinheiro de Castro, Paula Lopes Gomes, Fábio Coimbra Junqueira, assIm como os Assessores do Gabinete Civil da presidência Marco Fabio Morsello e Camila de Jesus Mello Gonçalves.

O presidente do TJ-SP abriu o encontro ressaltando as dificuldades que a instituição tem passado com saldo negativo acumulado, entre janeiro e maio deste ano, da ordem de R$ 429 milhões. Calças reconheceu que os índices de reajustes aplicados são insatisfatórios, mas ressaltou que, apesar das restrições orçamentárias, houve pagamento da recomposição inflacionária e respeito à data base, além de reajuste do auxílio-transporte.

No que diz respeito às horas credoras, disse que durante o período de suspensão foram autorizadas as horas suplementares para pedidos emergenciais. “Também consignamos o pagamento em pecúnia das horas suplementares em banco de horas e estamos em tratativas com o Executivo para a liberação de recursos para o atendimento da demanda”, declarou Calças.

José Gozze contestou o discurso do presidente do TJ-SP e reiterou que as demandas não foram atendidas em acordo com o que a categoria exige: “saio muito triste daqui porque reajuste salarial de 1,81%, no máximo cobre a inflação do ano, se é que cobre. Para repor as perdas salariais dos últimos anos seria necessário reajuste em torno de 13%, pelo menos”.

Sobre outras exigências, o presidente da Assetj lembrou que os R$ 6,00 de aumento do auxílio-saúde foi o menor dos últimos anos e em que nada ajuda o servidor, que faltam contadores em diversos fóruns pelo Estado e sobram servidores com acúmulo de funções sem a devida readequação da remuneração. “Temos de rever o sistema de horas credoras porque o senhor sabe que não se pode deixar um serviço incompleto apenas para cumprir a exigência de não ultrapassar o número máximo de horas de trabalho”, enfatizou Gozze.

Para suprir parte das demandas da Area de Saúde o TJ-SP firmou parceria com a Universidade Nove de Julho (Uninove), que possibilita atendimentos médico, odontológico e psicológico gratuitos. Fora essa questão, a reunião terminou sem que houvesse acordo ou promessa de atendimento às demandas solicitadas, o que exigirá uma nova rodada de negociações.

 
 
 
13/11/2018 - Assetj
CCM discute contradições no Projeto de Autarquia do Iamspe

Servidores de todas categorias presentes em Audiência Pública.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
31/10/2018 - Assetj
TJSP cumpre Constituição e autoriza novo cálculo de contribuição

Servidores com doenças graves serão ressarcidos com a nova regra.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
8/11/2018 - Assetj
Servidores dos Judiciário realizam atos em todo estado

O dia 7 de novembro ficou marcado como o Dia de Luta pelo Judiciário. Servidores de diversas comarcas do estado se reuniram para discutir as pautas da campanha salarial e o encaminhamento do Projeto de Nível Universitário aos Escreventes.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
10/11/2018 - Jornal O Dia
Para senador, fim do Ministério do Trabalho é um retrocesso

Anúncio da pulverização da pasta é rechaçado por representantes dos trabalhadores. Procurador-chefe alerta para precarização de serviços

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1/11/2018 - Assetj
Entidades do Judiciário definem dia de mobilização

Dia 7 de novembro serão realizados atos nos prédios do estado

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
15/11/2018 - Assetj
TJSP nega reunião com as entidades

Lideranças de associações foram rechaçadas pela Polícia Militar

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica
 
 21 Novembro
Ato em defesa do Judiciário
----------------------------------------------
 7 Dezembro
Almoço dos Aposentados - Especial
----------------------------------------------