Governo pretende travar salário de Servidor
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
14/10/2019 - Folhapress/Jornal do Comércio / Por Pública Central do Servidor
 

Governo quer travar salário de servidor de entes que gastam muito com folha, diz Guedes.

O ministro Paulo Guedes afirmou nesta quinta-feira (10) que o governo estuda travar reajustes de funcionários públicos em entes federativos que gastem mais de 80% com folha de pagamento. Segundo ele, o governo deverá enviar uma reforma administrativa ao Congresso.

O ministro afirmou que os servidores públicos tiveram reajustes de salário acima da inflação nos últimos anos. “Tiveram tanto aumento, está na hora de dar uma decansadinha”.

“Enquanto o Brasil afundava, o salário do servidor público estava subindo. Foram 50% de aumento real em 10 anos. Tudo isso porque a máquina gasta muito e gasta mal porque gasta consigo mesma, com privilégios, aposentadorias”, disse.

“Será que é hora de travar os salários por um ou dois anos? Estamos redesenhando isso em uma reforma administrativa e vamos mudar o plano de carreira”, afirmou. O gasto público, de acordo com Guedes, minou a capacidade de investimento do país. “O Brasil já investiu 25% do PIB e isso foi caindo. Hoje setor público investe 1,5% do PIB porque gasta muito e mal”.

A Pública Central do Servidor, de olhos bem abertos nos desmandos que vêm se acumulando, observa as ações desse governo desde o princípio, ficando claro que um dos alvos prediletos do Bolsonaro, senão o predileto, é mesmo o servidor público, ainda que inegavelmente sejam os profissionais que entregam os principais serviços para a população brasileira.

A sanha do governo em tirar dinheiro de onde puder promove descalabros como a violência contra direitos conquistados com tantos sacrifícios, vide o projeto da reforma da Previdência que mesmo com a luta da oposição em torná-la menos nociva, ainda assim consolidará uma vitória dos que só visam seus interesses políticos e financeiros.

Se não nos mantivermos atentos tudo passará sob os nossos olhares descontentados, restando o lamento para o tanto de pernicioso que ainda está por vir.

O Ministro novamente não sabe do que está falando. Conclamamos que seja claro. Quais servidores tiveram aumento de salário acima da inflação? No atual momento o que ocorre é justamente o contrário, como exemplo citamos o estado do Espírito Santo no qual os servidores em 4 anos tiveram 5% de reajuste.

Nos últimos 5 anos já foram mais de 26 % de perdas inflacionárias.

Outros estados não são diferentes as situações de penúria. Agora se fomos analisar salários de membros de poder e de cargos políticos esses não sofreram com a inflação.

Apontamos que todo discurso do governo deve ser com dados e informações fidedignas.

Fonte: Folhapress/Jornal do Comércio

Comunicação/Pública/2019

 

Publicada em 14/10/2019

 
 
 
6/11/2019 - Assetj
Por 41 a 40 votos, deputados aprovam PL 899 contra os servidores---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
25/10/2019 - Assetj
Vitória em Ação dos Quinquênios---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
4/11/2019 - Fespesp
Servidores e Deputados reunidos contra a Securitização da SPPrev---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
24/10/2019 - CNSP
Nota de repúdio ao governador João Doria---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
31/10/2019 - Pública Central do Servidor
Nota de repúdio às declarações do deputado federal Eduardo Bolsonaro---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
30/10/2019 - CNSP
Entidades entregam Ofício a Deputados Estaduais contra PL 899/2019---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
30/10/2019 - Fespesp
Audiência discute securitização e ameaças às aposentadoria e pensões---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
28/10/2019 - Pública Central do Servidor
Pública homenageia os Servidores Públicos em seu dia---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filiada à:
            
 
 
Links úteis:
        
      
 
 
 
Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Rua Tabatinguera, 91 - São Paulo - SP - Cep 01020-001 - Fone: (11) 3291-4077
 
 
Agenda eletrônica
 
 19 Novembro
Ato contra a Reforma da Previdência
----------------------------------------------
 22 Novembro
Excursão Olímpia/ Thermas dos Laranjais
----------------------------------------------
 24 Novembro
6ª Caminhada De Bem com a Vida
----------------------------------------------
 25 Novembro
Ato em Defesa do Serviço Público
----------------------------------------------
 26 Novembro
Ato contra a Reforma da Previdência
----------------------------------------------
 6 Dezembro
Excursão para Capitólio - Minas Gerais
----------------------------------------------